Odisseia do Escritor

Fórum para postarmos os nossos contos!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Pulsos cortados e coração vazio

Ir em baixo 
AutorMensagem
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Pulsos cortados e coração vazio   Sex Nov 07, 2014 12:43 pm


"A morte é apenas um sonho,
Flores brancas são meu cobertor,
E a terra molhada, meu leito."

- Isso tem que parar.
- ...
- Não educou sua filha direito, deu nisso.
- Sua também!
- Mal educada e problemática!
- Você precisa fazer alguma coisa. Ela vive se machucando, e o pior que é para nada... Não ganha nada com isso. Você, como pai, deveria tomar alguma atitude.
- Você é a mãe, vocês duas se entendem melhor.
- Mas faça alguma coisa. Nem parece que é o pai dela! Precisa tomar uma postura mais rígida.
- Não sei mais o que fazer. Conversas não resolvem, medicamentos também não. Acho que a única solução é internar ela num hospital de loucos.
- Não exagere, não é para tanto. Deve ser a idade, ela só quer chamar a atenção.
- Isso não é normal, nessa idade nunca fiz nada parecido. Ela é doente, deve ter algum desvio mental.


Era um lindo dia escuro.

Cecieli tinha 15 anos, mas aparentava 10, cabelos longos e pretos, magricela, porém bonita. Estava encolhida no chão do quarto, vestida com a mesma camiseta preta, saia de cetim e sapatos cano alto de camurça que sempre usava. Desencostou a cabeça da parede ao ouvir o som dos vagões do trem que passavam no quarteirão de baixo, levantou seus olhos maquiados com delineador negro e pincel espesso, ouviu por um instante seus pais conversando entre eles e suas lágrimas escorreram borrando a maquiagem gótica, dando a ela uma fisionomia psicopática. Pegou sua pulseira de couro e a vestiu sobre o curativo de gaze em seu pulso esquerdo, levantou-se e saiu de casa andando calmamente sem que ninguém percebesse.

- Qual seria a melhor maneira de alguém se matar?
- Acho que com um tiro na cabeça, é o mais rápido e menos doloroso;
- Melhor cortando os pulsos, pois não sei onde conseguir uma arma;
- Ouvi dizer que a maneira mais gostosa de morrer é com uma overdose de heroína;
- ...Heroína? A "Morte Doce";
- Exatamente assim que a chamam!


Ela sempre falava sozinha, pois a única pessoa que a entendia era ela mesma, tinha um milhão de assuntos enquanto caminhava solitária pelos trilhos da ferrovia, o céu nublado de inverno era o plano de fundo no cenário do seu teatro depressivo.

- Heroína? Como eu conseguiria isso se nem dinheiro tenho?
- Preciso ser mais criativa.
- Cortar os pulsos ainda é o plano "A";
- Não... Preciso ser mais criativa.


Lembrou-se do noticiário: Os suicidas quase sempre pulavam de um lugar alto.

- Dizem que cometer suicídio é um ato egoísta, mas obrigar outra pessoa a continuar no mundo contra a própria vontade, é a coisa mais egoísta que existe!

Olhou a sua volta procurando um precipício que poderia servir de trampolim para seu mergulho mortal, mas o ponto mais alto que ela encontrou foi uma árvore de três metros. Não dava pra se matar pulando da árvore, porem dava para passar uma corda num galho e se enforcar, mas onde ela encontraria uma corda naquele momento?

- Se meus olhos mostrassem o que sinto, ninguém aguentaria olhar em meu rosto.

Cansada da rotina dependente dos antidepressivos, e da fama de “esquisita” na escola, ela só se considerava diferente, nunca teve amigos, passou toda a infância presa no quarto em companhia somente dos próprios pensamentos, nunca se interessou por música ou televisão, repudiou a vida social, sempre dizia que a própria sombra era sua melhor amiga. Estava doente. Os antidepressivos disfarçavam a sua verdadeira situação, mas no dia em que os remédios pararam de fazer efeito finalmente conseguiu enxergar o vazio que tinha em sua vida. Cada corte que fazia nos pulsos era um alívio para seu tormento, ia cada vez mais fundo com o canivete em sua carne. Estava com os braços completamente marcados, os novos cortes agora sobressaiam os antigos.

- Meus pulsos sofrem junto comigo toda dor que meu coração aprisiona.

Hoje sua angustia foi tão grande que a força empregada no corte o fez atingir a artéria, a dor da ferida foi muita, mas nem chegou perto da dor que ela sentia na alma, permaneceu em silêncio enquanto uma poça de sangue se formava no chão do seu quarto, já estava pálida quando seu pai a encontrou, ele ficou desesperado ao vê-la naquela situação, mas nada que três pontos e uma transfusão de sangue não resolvessem.

- Eu só queria um lugar para fugir quando as coisas não estiverem bem... Voilà! As coisas nunca estão bem.

Tirou os sapatos para sentir o metal frio da ferrovia. Lembrou-se da mancha amarelada que o sangue deixou no chão de madeira do quarto imaginando que aquele poderia ter sido o seu alívio.

- Qual o motivo que tenho para querer morrer?

O sol estava se pondo, e ela não queria vê-lo nascer de novo.

- Não gosto daqui!
- Aqui... Este mundo.
- O que você faria se entrasse num lugar e o lugar não te agradasse? Sairia de lá o mais rápido possível!
- Não tenho outros motivos para desejar a morte, apenas não gosto daqui e pronto.
- Odeio esse lugar com todas as minhas forças.
- Odeio seu cheiro, suas cores, seus sons, seus habitantes...


Enquanto andava equilibrando-se na lateral do trilho, sentiu uma leve vibração na sola do pé em contato com o ferro... de longe era possível ver o trem vindo.

- O trem...
- Ele poderia me levar a uma viagem inesquecível.
- Como não pensei nisso antes?!


A lua era a única coisa no universo que ela admirava, e até então não tinha notado como estava bonita naquela noite, estava cheia, grande e avermelhada no horizonte, uma parte da lua ia sendo ocultada pelo trem que ficava maior à medida que se aproximava, logo já estava bem próximo escondendo-a por completo. A jovem moça sentiu uma mistura de alegria e tristeza, e ao mesmo tempo alívio e medo. Sentou-se calmamente no trilho e fechou os olhos.

Em cinco segundos ela não estava mais infeliz;
Não estava mais se sentindo doente, nem angustiada;
Não estava se sentindo bem nem mal;
Não estava sentindo nada.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tammy Marinho

avatar

Mensagens : 141
Pontos : 16187
Data de inscrição : 26/06/2014
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 08, 2014 7:08 am

Uooou...
Meus parabéns, antes mesmo das minhas boas vindas.

Eu adorei teu texto, toda a questão conflituosa na mente da protagonista, a maneira como mostrou o sentimento de impotência dos pais... tudo muito bem construído no texto.

E embora eu não tenha sentido com afinco a tristeza de Cecelie (creio que a escolha da narrativa em terceira pessoa pode ter comprometido o peso sentimental) o seu texto está excepcional.
E o trecho final, maravilhoso.

Curti muito sua escrita.

Seja Bem Vindo... e Novamente, parabéns!


PS. O título poderia ser mais interessante e chamativo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 08, 2014 9:08 am

Tammy Marinho escreveu:
Uooou...
Meus parabéns, antes mesmo das minhas boas vindas.

Eu adorei teu texto, toda a questão conflituosa na mente da protagonista, a maneira como mostrou o sentimento de impotência dos pais... tudo muito bem construído no texto.

E embora eu não tenha sentido com afinco a tristeza de Cecelie (creio que a escolha da narrativa em terceira pessoa pode ter comprometido o peso sentimental) o seu texto está excepcional.
E o trecho final, maravilhoso.

Curti muito sua escrita.

Seja Bem Vindo... e Novamente, parabéns!


PS. O título poderia ser mais interessante e chamativo.

Obrigado Tammy Marinho, é uma honra ouvir uma grande escritora como você dizer que gostou do meu texto.

Antes de começar a escrever eu pensei em narrar em primeira pessoa, mas narrei em terceira para tentar mostrar um narrador com um ponto de vista, em relação à Cecieli, que poucas pessoas têm. O narrador não achava ela uma simples adolescente rebelde, ele entendia o que ela sentia, talvez até era depressivo também.

E o título... eu havia me esquecido dele, aí criei esse de última hora quando fui publicar, rsrs.

Muito obrigado pelo feedback. cheers cheers cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tammy Marinho

avatar

Mensagens : 141
Pontos : 16187
Data de inscrição : 26/06/2014
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 08, 2014 9:58 am

Elton Jt escreveu:
Tammy Marinho escreveu:
Uooou...
Meus parabéns, antes mesmo das minhas boas vindas.

Eu adorei teu texto, toda a questão conflituosa na mente da protagonista, a maneira como mostrou o sentimento de impotência dos pais... tudo muito bem construído no texto.

E embora eu não tenha sentido com afinco a tristeza de Cecelie (creio que a escolha da narrativa em terceira pessoa pode ter comprometido o peso sentimental) o seu texto está excepcional.
E o trecho final, maravilhoso.

Curti muito sua escrita.

Seja Bem Vindo... e Novamente, parabéns!


PS. O título poderia ser mais interessante e chamativo.

Obrigado Tammy Marinho, é uma honra ouvir uma grande escritora como você dizer que gostou do meu texto.

Antes de começar a escrever eu pensei em narrar em primeira pessoa, mas narrei em terceira para tentar mostrar um narrador com um ponto de vista, em relação à Cecieli, que poucas pessoas têm. O narrador não achava ela uma simples adolescente rebelde, ele entendia o que ela sentia, talvez até era depressivo também.

E o título... eu havia me esquecido dele, aí criei esse de última hora quando fui publicar, rsrs.

Muito obrigado pelo feedback. cheers cheers cheers

Tá na cara de título improvisado mesmo rsrsrs

Mas de toda forma a história está ótima.

E Obrigada, pelo "grande escritora"... Embora eu nem saiba de onde ele saiu rsrsrsrs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
talysmcidreira



Mensagens : 18
Pontos : 14742
Data de inscrição : 04/11/2014

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 08, 2014 10:12 am

Parabéns !
Gostei muito do seu texto, achei que você conduziu ele muito bem, não ficou dramático demais ( quem sabe pelo fato de ser um conto, um sabe por não estar em primeira pessoa), nem dramático de menos, ficou no ponto certo. O perfil psicológico da protagonista é bem instigante. Você soube iniciar com um prólogo bastante reflexivo e conduziu o desfecho de forma ainda melhor. Gostei bastante da parte " Dizem que cometer suicídio é um ato egoísta..." é uma visão do narrador que faz o leitor observar melhor o aspecto da narrativa.

Também sou novo no grupo.
Que venham mais textos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 08, 2014 10:22 am

talysmcidreira escreveu:
Parabéns !
Gostei muito do seu texto, achei que você conduziu ele muito bem, não ficou dramático demais ( quem sabe pelo fato de ser um conto, um sabe por não estar em primeira pessoa), nem dramático de menos,  ficou no ponto certo. O perfil psicológico da protagonista é bem instigante. Você soube iniciar com um prólogo bastante reflexivo e conduziu o desfecho de forma ainda melhor.  Gostei bastante da parte " Dizem que cometer suicídio é um ato egoísta..." é uma visão do narrador que faz o leitor observar melhor o aspecto da narrativa.

Também sou novo no grupo.
Que venham mais textos.

Obrigado pelo feedback Talys, até mês que vem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ademar Ribeiro

avatar

Mensagens : 181
Pontos : 16257
Data de inscrição : 23/06/2014
Idade : 36
Localização : SBC - SP

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sex Nov 14, 2014 2:47 pm

Seja bem vindo meu caro Elton.

O que temos aqui é um belíssimo texto, ao meu ver sua narrativa em terceira caiu melhor que em primeira, assim como Talys falou, ficaria algo muito melodramático sem motivo aparente. A doença seria o motivo? Para um suicida ocorre estas tórridas indagações com qual é  a melhor forma de partir? Acho que não. Mas enfim, parabéns, este final foi a cereja do bolo. Escrevo finais assim, em poucas linhas mas que denote um certo impacto. Isto você me causou com seu conto. E o título, lembra uma novela mexicana, ainda da tempo de mudar.

Parabéns, até mês que vem. Dezembro é mês de papai Noel certo? Então Dezembro Papai Noel vai pintar na Odisseia, fique ligado!

_________________
Espero que leia os outros textos e deixe sua impressão. Te espero mês que vem. Sem mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 15, 2014 8:24 pm

Ademar Ribeiro escreveu:
Seja bem vindo meu caro Elton.

O que temos aqui é um belíssimo texto, ao meu ver sua narrativa em terceira caiu melhor que em primeira, assim como Talys falou, ficaria algo muito melodramático sem motivo aparente. A doença seria o motivo? Para um suicida ocorre estas tórridas indagações com qual é  a melhor forma de partir? Acho que não. Mas enfim, parabéns, este final foi a cereja do bolo. Escrevo finais assim, em poucas linhas mas que denote um certo impacto. Isto você me causou com seu conto. E o título, lembra uma novela mexicana, ainda da tempo de mudar.

Parabéns, até mês que vem. Dezembro é mês de papai Noel certo? Então Dezembro Papai Noel vai pintar na Odisseia, fique ligado!

Então Ademar, sobre o título, eu tava em dúvida se colocava esse ou se colocava "Carinha de Anjo", mas resolvi ficar com esse mesmo.. kkkk

Agora não posso mais mudar, mas prometo que mês que vem vou pensar um pouco melhor na hora de escolher o título, rsrs.   albino

Obrigado pelo feedback.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
shadowkahn

avatar

Mensagens : 11
Pontos : 14985
Data de inscrição : 10/10/2014
Idade : 22
Localização : Campinas, SP

Ficha do Autor
Competência:
Contos Vencedores:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sab Nov 22, 2014 2:01 pm

E ai cara! Outro dia vim corrigir o Ademar e não li seu texto, mas tenho um bom motivo. Eu sofro de crises de depressão constantes e pra mim, ler algo assim naquele dia, não ia me deixar tão bem hehe. Mas já estou melhor então vim aqui fazer minha parte e comentar este excelente texto! Talvez por eu passar por isso, consegui sentir o conflito da garota. Nunca me cortei ou tentei me matar, mas tenho amigos com tais pensamentos e creio que seja assim que eles se sintam. Eu busco sempre ajudá-los, mesmo não podendo, e devo lhe agradecer. Me ajudou a entender um pouco mais da depressão Smile
Meus parabéns, meu caro! Até dezembro ^^'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carol Rodriguez

avatar

Mensagens : 45
Pontos : 16099
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 26

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Dom Nov 23, 2014 10:11 am

Foi bem difícil pra mim vir comentar aqui porque, assim como o rapaz de cima(?), eu também tenho depressão.
Foi pesado pra mim, foi como uma lembrança. Me emocionei, de verdade. Nada nesse texto me incomodou além dele mesmo, mas isso não foi uma crítica.
Incomodou meu estado de espírito que é um velho conhecido desse tipo de drama. Acho que tenho o meu favorito do mês.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sex Dez 12, 2014 7:30 am

shadowkahn escreveu:
E ai cara! Outro dia vim corrigir o Ademar e não li seu texto, mas tenho um bom motivo. Eu sofro de crises de depressão constantes e pra mim, ler algo assim naquele dia, não ia me deixar tão bem hehe. Mas já estou melhor então vim aqui fazer minha parte e comentar este excelente texto! Talvez por eu passar por isso, consegui sentir o conflito da garota. Nunca me cortei ou tentei me matar, mas tenho amigos com tais pensamentos e creio que seja assim que eles se sintam. Eu busco sempre ajudá-los, mesmo não podendo, e devo lhe agradecer. Me ajudou a entender um pouco mais da depressão Smile
Meus parabéns, meu caro! Até dezembro ^^'

Obrigado shadowkahn por ter feito um forcinha e lido, e fico feliz que meu texto ficou claro para você, abraços.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Elton Jt

avatar

Mensagens : 14
Pontos : 15158
Data de inscrição : 23/09/2014
Idade : 28
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   Sex Dez 12, 2014 7:37 am

Carol Rodriguez escreveu:
Foi bem difícil pra mim vir comentar aqui porque, assim como o rapaz de cima(?), eu também tenho depressão.
Foi pesado pra mim, foi como uma lembrança. Me emocionei, de verdade. Nada nesse texto me incomodou além dele mesmo, mas isso não foi uma crítica.
Incomodou meu estado de espírito que é um velho conhecido desse tipo de drama. Acho que tenho o meu favorito do mês.

Olá Carol,

Fiquei muito feliz por meu texto ter te emocionado, muito feliz mesmo, pois esse é o objetivo da leitura, como qualquer outro tipo de arte, ela manifesta sentimentos. Você deve ter sentido um pouco de tristeza ao ler, mas essa tristeza é a que temos aprisionada dentro de nós e que só a arte pode libertá-la, e após libertá-la, sentimos um grande alívio.

Nunca deixe de ler, a leitura é o alimento da alma.

Obrigado pelo feedback.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Pulsos cortados e coração vazio   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pulsos cortados e coração vazio
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Crio o meu trabalho, com a Alma e Coração!
» existem 3 tipos de coração partido ♥
» [Bairro] - Favela do Cabrião
» Um vazio interior...
» Um Coração Puro Num Mundo De Desespero

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Odisseia do Escritor :: Contos :: Poste aqui seus contos do mês de Novembro/2014-
Ir para: