Odisseia do Escritor

Fórum para postarmos os nossos contos!
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 O Curioso - Estela Goldenstein

Ir em baixo 
AutorMensagem
Estela Goldenstein

avatar

Mensagens : 48
Pontos : 14884
Data de inscrição : 27/06/2014
Idade : 36
Localização : Paranagua-PR

MensagemAssunto: O Curioso - Estela Goldenstein   Sex Jul 25, 2014 8:36 am

Quando observo o céu em uma noite estrelada, penso sobre a prepotência do ser humano ao conceber a hipótese de que somente na Terra existe vida. Centenas de milhares de planetas, estrelas, galáxias, um universo verdadeiramente infinito aos nossos olhos de terráqueos.
Sozinho deitado em uma praia observo as estrelas, ouço o som do mar, relaxo completamente, minha alma parece estar se afastando do meu corpo, que permanece imóvel na areia.
É dia, eu não estou mais na praia, mas em uma sala que lembra um escritório, em minha frente há uma parede de vidro, através dela, posso observar um jovem trabalhando. Em um primeiro momento não consigo identificar exatamente o que ele está fazendo. Passo alguns minutos observando aquele ser, procurando entender a sua atividade. Ele parece entediado, se espreguiça na cadeira enquanto olha atentamente para uma espécie de maquete.
Antes de concluir meus pensamentos ouço um estrondo, sinto a terra tremer sob os meus pés, levei um susto que meu coração parou por alguns segundos, pensei que ia morrer, mas antes que eu conseguisse gritar por socorro acordei na praia.
Sentei, respirei fundo puxando o ar pelo nariz e soltando pela boca, bem devagar, tentando me acalmar.
Com a minha consciência reestabelecida, observei que algo está diferente na praia, parece outra, estou confuso, com medo, tento entender o que está acontecendo, concluo que só pode ser um sonho e esse pensamento me acalma.
Decido caminhar pela areia, próximo ao mar, sem rumo, sem preocupações, de repente avisto ao longe um ser azul. Eu ri do meu sonho, afinal seres azuis só existem nos comerciais do blue group!
Levado pela curiosidade eu segui aquele ser, para minha completa surpresa, ele caminha sem pressa até uma vila, onde além de seres azuis existem também seres amarelos e vermelhos que parecem viver em harmonia.
Tomo cuidado para que ninguém me veja, imagino que isso poderia causar uma grande confusão, a essa altura, eu já estou me sentindo o próprio extraterrestre.
Eu não senti frio, calor, fome, ou sede, por isso pude observar aquela civilização durante um longo período, um momento extraordinário para mim, um sonho para todo bom curioso!
Segue um breve relato das minhas constatações: Essa sociedade é composta de três grandes grupos, os seres azuis, os vermelhos e os amarelos, cada grupo parece ter exatamente a mesma quantidade de indivíduos, o que é impressionante. Cada grupo possui uma função social e o ecossistema beira à perfeição.
O dado mais curioso desse relato refere-se à forma de reprodução: Existe uma data específica que os nativos desse planeta chamam de “O Dia dos Dedos do Criador”.
Nesta data existe um toque de recolher, quando os relógios marcam meio dia todos se fecham em seus lares, e assim que a última porta se tranca, os dedos do criador trazem seus filhos. Nenhum nativo ousa sequer espiar pela janela a chegada dos bebês, pois existe a crença de que isso irritaria o criador que poderia cegar o curioso, tirar a sua vida, ou ainda nunca mais trazer crianças, o que resultaria na extinção da vida naquele planeta.
O “Dia dos Dedos do Criador” está próximo e eu não estou aguentando de curiosidade para ver como ocorre esse fenômeno tão interessante.
Chegou o dia esperado. No final da manhã a população começa a se recolher, eu parti para o lugar estratégico que eu já havia definido com antecedência.
Os relógios marcam 12h, o sol é repentinamente encoberto por uma nuvem muito densa, espera! Não é uma nuvem! São dedos! Um par de dedos em forma de pinça que em um ritmo acelerado deixa cada bebê em frente às portas das casas. Eu estou vendo, mas não consigo acreditar! Que incrível é esse fenômeno, irracional para um ser humano como eu! Observei atentamente aqueles dedos, até a entrega da última criança.  
Tive a sensação de ver aquele enorme dedo apontar na minha direção. Ouvi um estrondo! Senti a terra tremer sob os meus pés, não pude enxergar nesse momento, senti como se meu corpo estivesse sendo levado, estou sob uma superfície macia, senti meu corpo sendo içado por uma pinça de dedos gigantes, e colocado com cuidado dentro de um tipo de aquário sem água.
Sentei por alguns minutos, fiz exercícios de respiração para me acalmar, logo percebi que de onde estou posso ver o rosto do criador, ele me parece muito familiar, vasculho minha memória, tentando descobrir de onde o conheço, mas no instante em que vi a maquete, a lembrança vaga que eu tinha, brilhou como o sol.
O criador é aquele jovem que trabalhava em uma maquete outro dia, em outro sonho, ou seria no mesmo sonho? Bom, isso não importa!
Percebi que ele fala sozinho, como se estivesse pensando alto.
- Não aguento mais ficar produzindo esses seres! Não tenho tempo pra nada! Pisco o olho e lá está novamente no calendário “O Dia dos Dedos do Criador”, mal sabem eles o trabalhão que isso dá! Bem que eles poderiam se virar sozinhos e terem seus próprios filhos... Hum, sabe que isso pode ser uma boa ideia, vou dar uma pesquisada aqui ...
De onde eu estou não consigo ver onde o jovem criador estava fazendo sua consulta, mas logo ele começa a falar novamente:
- Isso deve servir, vou dar a eles o dom da procriação!
Observei o trabalho dele após a grande ideia, ele parece mais animado, os próximos bebês fabricados terão o dom da procriação. Do aquário onde estou vejo grande parte da maquete, que na verdade é o mundo onde habitei por algum tempo.
Pude ver o fenômeno dos dedos do criador pela última vez, constato que deste ponto de vista parece ainda mais surreal!
Eu passo meus dias observando o mundo dos coloridos, o criador raramente aparece por aqui. Acredito que ele não se atentou a um detalhe importante da sua nova estratégia, quando os seres perceberam o dom da procriação passaram a cruzar entre os grupos. Machos azuis cruzaram com fêmeas amarelas e tiveram filhos verdes, machos amarelos cruzaram com fêmeas vermelhas e tiveram filhos laranjas, machos azuis cruzaram com fêmeas vermelhas e tiveram filhos roxos, e assim sucessivamente.
Quando o criador percebe a existência desses seres híbridos, conclui que o resultado da sua ideia foi melhor do que ele esperava, pois esses novos seres eram ainda mais bonitos que os originais que ele mesmo criava.
O surgimento desses novos seres abala a sociedade dos pequenos coloridos, que não sabem como lidar com as diferenças. A primeira geração dessa combinação genética se destaca pela beleza, são tão belos que foram dispensados das tarefas dos grupos.
Os filhos dos belos cruzaram entre si, e cruzaram também com descendentes puros e bastaram 4 ou 5 gerações para surgirem seres cinzas, sem uma cor definida, esta cor pode ser comparada a uma bolinha de massinha misturada por uma criança humana ao brincar no jardim de infância.
A consequência de tudo isso fica fácil de imaginar, os seres feios, sem cor definida, logo foram designados para fazer o trabalho mais pesado, excluídos da sociedade, nenhuma família queria ter descendentes feios.
O criador quase nunca aparece por aqui, quando vem não intervém.
Os seres feios percebem que são mais numerosos e organizam-se em uma força revolucionária, e aquele mundo onde outrora havia paz, harmonia e um ecossistema perfeito, agora está em guerra, enquanto seu criador aproveita seu tempo livre.
Observei aquela civilização por um bom tempo, sem sentir sono, mas hoje o cansaço me abateu, adormeci observando as casas em chamas.
Acordei na praia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Patricia Souza
Admin
avatar

Mensagens : 118
Pontos : 15001
Data de inscrição : 23/06/2014
Idade : 32
Localização : Niterói, RJ

Ficha do Autor
Competência: Analista Ébrio
Contos Vencedores:
0/1000  (0/1000)

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Sex Jul 25, 2014 3:09 pm

Menina Estela, que lindo conto! Um super tapa na cara da sociedade! Adorei!

Fiquei confusa, que gênero vc usou? Sci-fi ou fantasia? O tema obviamente é mutação genética, por isso estou inclinada a acreditar que seja Sci-fi, até porque tem tudo a ver! Me intrigou também o seu personagem. O que ele é? E por que ele assiste à criação? E por que os dedos o tiram do mundo para colocá-lo no aquário? Eu sei que vc deve ter escrito para ficar essas perguntas no ar mesmo, mas eis uma coisa que não me agrada em um texto! Gosto de ter as coisas mastigadinhas e explicadas, ou no mínimo uma indicação clara do que seja, só aquela insinuação do que seja. Sei lá, deixar tudo a cargo do leitor me passa "desleixo" do autor, mas é opinião minha, tenho certeza que tem gente que curte esse lance mais metafísico.

Ótimo texto, até mês que vem! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://http:\\rouxinoldeprata.blogspot.com
Je Henrique

avatar

Mensagens : 11
Pontos : 14879
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 20
Localização : Sp - interior

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Dom Jul 27, 2014 4:43 pm

puxa estela do jeito q vc narrou eu senti q eu era o narrador, observando td \o/ um jeito bem legal de nos mergulhar na historia Very Happy
só fiquei confuso se isso td foi apenas um sonho ou algo mais Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Caio Biolcatti
Admin
avatar

Mensagens : 57
Pontos : 14886
Data de inscrição : 03/07/2014
Idade : 20

Ficha do Autor
Competência:
Contos Vencedores:
0/1000  (0/1000)

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 9:05 am

Ah, nada como uma boa e velha narração em primeira pessoa para se sentir dialogando com o narrador e fazer parte integralmente da história! *-* Estela, se o seu conto fosse uma fábula, no final da história eu escreveria - "Moral da História: A liberdade tem seu preço". Antes suas vidas eram teleguiadas por um criador, mas tudo funcionava, era um sistema perfeito. Quando houve a quebra do sistema e as diversificações do mesmo, as coisas complicaram, mas também acho que vale a ressalva de que o povo "Et" não soube lidar com o problema. Falei tudo isso só para te confirmar que gostei DEMAIS da história, e que você já tinha me conquistado logo no começo com aquele papo de vidas em outros planetas! A dica é: Valorize mais a pormenorização. Concordo em partes com a Pat e, na minha opinião, quanto mais informações posso abstrair de um texto, mais contente fico!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Estela Goldenstein

avatar

Mensagens : 48
Pontos : 14884
Data de inscrição : 27/06/2014
Idade : 36
Localização : Paranagua-PR

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 9:33 am

Foi tudo essas dúvidas que permeiam o texto foi intencional mesmo galera, também gosto de textos completos que respondem todas as questões, mas minha ideia era instigar meu leitor a reflexões, e nada como perguntas soltas para isso! Nem mesmo eu sei dizer se foi tudo um sonho ou se meu curioso viveu mesmo toda essa pira rs

Obrigada pelos elogios e pelas críticas Smile

Louca para escrever o próximo e pra ler o próximo de vocês tbm!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Carol Rodriguez

avatar

Mensagens : 45
Pontos : 14909
Data de inscrição : 24/06/2014
Idade : 26

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 12:40 pm

Seu conto me lembrou muito o blog do "Um Sábado Qualquer" e eu adorei. Já disseram tudo o que eu também pensava. Me divirto pensando em Deus nos criando como The Sims e depois nos esquecendo assim, desse forma.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ademar Ribeiro

avatar

Mensagens : 181
Pontos : 15067
Data de inscrição : 23/06/2014
Idade : 36
Localização : SBC - SP

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 5:20 pm

Adoro mensagens subliminares, mas como a Patricia ressaltou, também não curto textos velados. Ué!  subliminares e velados não são as mesmas coisas? A mensagem subliminar em seu texto me trouxe uma parábola da sociedade contemporânea. Elementos existente, porém descritos de forma diferentes. Já o texto velado, nos esconde elementos essenciais para bom entendimento completo. Este tipo de texto da margens para muitas interpretações, dando uma certa indefinição do autor. Interpretei seu texto em pelo menos três formas: Tudo não passou de um sonho (assim como disse Jê); O criador nada mais é que o próprio humano trabalhando em sua maquete utópica e tendo seus delírios prós e contras duma sociedade perfeita e por último, humano de fato foi abduzido (numa forma poética e não física), e assistiu ali, de forma resumida o trabalho de Deus, deixado nas mãos incompetentes dos humanos. É isso, até a próxima!

_________________
Espero que leia os outros textos e deixe sua impressão. Te espero mês que vem. Sem mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
DARA METZLI



Mensagens : 34
Pontos : 14798
Data de inscrição : 04/07/2014

Ficha do Autor
Competência:
Contos Vencedores:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 8:47 pm

"o criador raramente aparece por aqui." -Estela Goldenstein.

sei que isso ecoará em minha mente por longos períodos, sou uma apaixonada pelas metáforas, (me ofereça a comida mas deixe que eu mastigue, por favor prepare com amor e carinho mas não me diga o sabor deixe-me experimentar)

Estela eu já lhe disse o que sentir, eu gostei muito, a escrita é bem simples diferente das coisas que costumo lê mais é um texto tão puro que não quero critica-lo pela escrita, seu texto é belo pela critica escancarada ao que todos nós presenciamos diariamente!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Estela Goldenstein

avatar

Mensagens : 48
Pontos : 14884
Data de inscrição : 27/06/2014
Idade : 36
Localização : Paranagua-PR

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Seg Jul 28, 2014 8:53 pm

Vlw galera vcs são ótimos leitores!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Heloá Magalhães



Mensagens : 8
Pontos : 14552
Data de inscrição : 26/07/2014
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Ter Jul 29, 2014 7:18 pm

A narração ordinária, simplória (e isso não é prejuízo algum, acredite) fez com que o final se destacasse de forma ainda mais esplendorosa, a sua crítica foi perfeita, você conseguiu colocar no papel tudo aquilo que poucos se esforçam para arrazoar, mas que é tão óbvio que se pensado poderia melhorar as nossas vidas, o final muda para um tom reflexivo e assim cada leitor pode tirar a sua conclusão; eu particularmente reverencio escritos que tem o dom de estimular o raciocínio. Parabéns  Very Happy 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rogério Silva

avatar

Mensagens : 92
Pontos : 14846
Data de inscrição : 06/07/2014
Idade : 50
Localização : Rio de Janeiro

Ficha do Autor
Competência:
Contos Vencedores:
1000/1000  (1000/1000)

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Qui Jul 31, 2014 9:04 am

Muito interessante o seu texto e a crítica. Eu faria um final diferente, talvez até clichê mesmo, mas nada contra o seu, muito pelo contrário.
Se posso lhe dar uma sugestão, verifique a pontuação e, quando possível, use períodos mais curtos.
Abraços.

_________________
Eu tentei ficar calmo e chamar o Batman, mas não achei as Páginas Amarelas de Gotham City... Rolling Eyes Rolling Eyes Sad Sad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://friccaocarioca.blogspot.com.br/
Karol Silano



Mensagens : 30
Pontos : 14880
Data de inscrição : 26/06/2014

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Qui Jul 31, 2014 11:53 pm

Adorei, Estela! Eu to meio assim: WOW. Me sinto "O curioso" pq como o pessoal ai, tive minhas questões, mas entendi seu ponto ao deixá-las no ar. É bom variar o tipo de texto, ter esse jogo de cintura! Acho que ja tava pronta pra possíveis críticas nisso né? kkkkkk Só por isso, já merece um enorme Parabéns! E esse começo? Eu apenas reli, reli, reli, reli e e demorei para começar a ler o texto, refletindo. Esse final? Perfeito.
Eu realmente gosto do jeito que você escreve, garota! Até mês que vem! (pela hora, até logo mais!)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Weslley Reis

avatar

Mensagens : 43
Pontos : 14551
Data de inscrição : 30/07/2014
Idade : 29

MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   Qua Ago 06, 2014 12:59 pm

A história em si está ótima. Sou da opinião de que nem tudo precisa ser explicado. Explicações em demasias insultam a inteligência do leitor e é sempre válido deixar espaços para a imaginação. A minha única crítica é referente a alguns trechos que eu achei bastante corridos, fora isso, a criatividade é invejável.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Curioso - Estela Goldenstein   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Curioso - Estela Goldenstein
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Sou a Estela

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Odisseia do Escritor :: Contos :: Poste aqui seus contos do mês de Julho/2014-
Ir para: